sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Acredite em suas Ideias

Dê uma ideia. Provavelmente a implantação dessa ideia será bastante difícil Tudo é difícil nos tempos complicados de hoje, com mercados que se tornam cada vez mais competitivos, clientes que ficam cada vez menos dispostos a abrir mão de seu dinheiro, dinheiro usado a conta-gotas.
Isso vale para a realidade do pequeno empresário, como do grande, e vale também para aquele que está operando dentro de organizações, o executivo, o técnico, e vale por fim para o profissional autônomo.
Já que a conjuntura é de dinheiro chorado, há uma atitude que se torna fundamental: acreditar! As ideias custam a mostrar resultados, os fracassos são a regra, muitas tentativas com parcos resultados.
É nesse momento que aquela pessoa que acredita mais nas possibilidades tende a ter mais capacidade de sucesso. Com a crença, a pessoa trabalha mais cada mínima possibilidade, espera o tempo certo, mantém o esforço quando os obstáculos aparecem - e o resultado final é que acaba "tirando leite de pedras". Aumentando sua capacidade de acreditar:
• Sem ideias? Continue tentando que as ideias não vêm fácil mesmo.
• Tem ideias, mas elas parecem inviáveis? Trabalhe-as adequadamente. Peça palpites, estude mais, pesquise mais.
• Apareceram obstáculos? É a vida. Use a criatividade, a persistência e a negociação para contorná-los.
• Não deu certo? Na segunda vez você terá mais experiência, mais recursos e mais imagem para fazer a coisa. Afinal, os outros considerarão que você é do ramo e tenderão a dar mais crédito.
A descrença pode ter várias raízes e, como ela é sempre prejudicial, é bom investigá-la:
• Você não gosta da área: Bem, o ideal é achar uma área onde o entusiasmo seja a regra, pois aí você terá mais ideias e acreditará mais nelas.
• Está desmotivado em geral: Pode ser os tais fatores higiênicos da empresa em que trabalha: chefia ruim, ambiente desagradável, salário abaixo da linha do suportável psicologicamente, etc. Lute contra isso ou vá preparando a mudança devagarzinho e discretamente.
• Está com medo, pois apanhou muito em ideias anteriores: Controle esse medo e prepare-se melhor!
Em síntese, faça o possível e o impossível para acreditar. Afinal, diz a velha premissa da autoajuda (com ideia roubada dos padres filósofos do início da era cristã): “você tem de ver para crer”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário